Falar que Cazuza era genial, um poeta espetacular, um cantor único é meio que reduntante. Não se precisa explicar quem foi Cazuza. Simplesmente porque Cazuza ainda é. É tão atual quanto há vinte anos atrás, tão comovente, tocante e apaixonante.

Eu era um bebê quando ele se foi, mas sua música permaneceu, eu virei fã anos mais tarde, e por isso eu sou grata. Cazuza, pra mim, é o cara! No presente.

.

Agora, pra vocês, minha música preferida:

Cazuza – Codinome Beija-Flor

Anúncios