You are currently browsing the category archive for the ‘Guia’ category.

Desde que eu comecei a realizar uma mega pesquisa para fazer o guia sobre bandage dress que eu postei aqui no blog (Parte I e Parte II), eu pude notar o quão importante é entender o nosso corpo para usar aquela peça que possa nos favorecer mais.

E um dos pontos que é de fácil compreensão – mas que poucos dão tanta importância – é o decote! Já perceberam que ele pode dar um up ou acabar com todo o visual???!!!! Pois é! Por isso, quero falar dos principais decotes que podemos encontrar por aí. Lembrando que isso vale para TUDO, não só para os bandage, ok?

.

Tomara que Caia: Deve, de preferência, ser usado com um soutien estruturado, para dar sustentação aos seios. Quem tem peitão deve evitá-lo, assim como tem peito muito pequeno. Esse decote valoriza os ombros, o colo e os braços; então, quem está com esse último gordinho, não opte por ele!

.

Decote em V: Esse decote é maravilhoso, pois não tem restrição alguma, é extremamente democrático! Ele super valoriza o busto (quem tem peitão, aproveite!), afina o corpo, alonga o pescoço e emagrece. Quem está acima do peso e/ou é baixinha, se joga!!!!

.

Decote Canoa (ou Ombro a Ombro): É bem feminino e amplia o tamanho dos ombros, chamando a atenção para esse ponto do corpo. Boa saída para quem tem braços gordinho, pois cobre justamente a parte mais rechonchuda. Além disso, é uma ótima solução para quem tem quadris largos pois equilibra a silhueta ao valorizar o pescoço, ombros e nuca.

.

Frente Única: Boa opção para quem tem vontade de criar a impressão de seios maiores, pois esse decote atrai a atenção dos olhares para o centro da blusa, ainda mais se ela for volumosa. Também é excelente para destacar as costas e braços, além de aparentemente aumentar os ombros.

.

Decote Quadrado: É, definitivamente, o decote mais discreto, mais tradicional e  mais “sem graça”. É uma boa opção se a idéia é que somente o restante do vestido chame a atenção no look. Esse decote reduz os ombros e não é recomendado para as mais magrinhas, no estilo mignon.

.

Decote em V Profundo: Mais sexy impossível!!! Com esse decote é preciso ter cuidado para não ficar vulgar. Todo a atenção é voltada para o ‘V’, criando uma linha no sentido vertical, alongando a silueta. Quando usado nas costas, valoriza o pescoço e deve ser usado com cabelo preso; na frente, diminui o tamanho dos ombros e valoriza muito os seios.

.

Depois desse pequenho guia, meninas, aproveitem aquilo que vocês têm de melhor e acertem no look com o decote mais apropriado para o seu biotipo!

Anúncios


  • Na parte II do “Guia Definitivo sobre o Bandage Dress“, o principal objetivo é  ilustrar com muitas fotos todos esse erros e acertos acerca do vestido bandage, já mencionados na 1ª parte do post. Vou comentar sobre os looks das famosas que usam essa tendência, além de tentar explicar como usá-la na vida real.

.

6º – Celebridades que Usam:

Já sabemos que não é para qualquer uma usar um legítimo Hervé Léger. Afinal, com um precinho mínimo super camarada de U$ 950,00,  só as phynas e rycas que conseguem arrazar vestindo a marca.

Mas vamos com calma!!! Não é porque as celebridades passam pelo tapete vermelho com Hervé Léger que elas vão necessáriamente acertar no visual. Elas até podem ter muito $, mas também erram como qualquer outra mortal!

Por isso, vamos comentar look a look?

Kate Beckinsale é verdadeiramente uma diva e ficou linda nesse vestido verde e preto; acertou em cheio no comprimento! Já Rachel Bilson está maravilhosa nesse mini off-white, acertando em cheio com o modelo para a sua idade e valorizando suas pernas bem torneadas. Por fim, Mandy Moore ficou linda nessa cor grafite!

Agora digam-me: o que é Miley Cyrus com esse mini prateado, com mangas bem estruturadas? DIVA! Ela soube contrabalancear com perfeição o comprimento do vestido com um corte de decote quadrado. Além dela, Heidi Montag também arrazou com esse modelo de um ombro só, com cores que ficaram muito bem nela! Por fim, Lauren Conrad ficou maravilhosa com esse vestido cinza-prateado, com decote canoa e comprimento na altura dos joelhos.

Esses três visuais ficariam ótimos em festas mais phynas, como uma formatura ou casamento!

Outra que está incrível é a Jordana Brewster (atriz de Velozes e Furiosos), que soube destacar sua morenice de dar inveja com esse vestido branco. Linda, linda, linda! Já Kate Winslet e Rachel Weisz usaram o mesmo modelo (de vestido e sapato!!!), só que optaram por comprimentos diferentes; ambos ficaram bons, na minha opinião.

Elsa Pataky, Doutzen Kroes e Miranda Kerr optaram por cores fortes e que se destacam no meio da multidão. A primeira radicalizou e usou um bandage dress de gola rolê, mas que tinha um decote poderoso nas costas. Já Kroes quis mostrar as pernocas com um mini de decote canoa, cuja cor ficou incrível nela, destacando seus olhos. Por fim, Kerr exibiu a excelente forma com esse vermelho fechado mara!

Atenção! Agora reparem como o bom senso e o auto-conhecimento do seu corpo é fundamental para definir uma roupa, ainda mais de for algo tão perigoso como um bandage drees.

Hilary Duff está usando extamente o mesmo modelo da Rachel Weisz lá em cima, mas percebam como na Hilary o vestido não a favoreceu, deixando seus seios caídos e evidenciando as curvas mais evidentes. Se ela tivesse optado por uma outra gola /decote e outra cor, o resultado seria muito melhor!

Leona Lewis acertou na cor – preto emagrece! -, teve uma boa idéia de usar meia-calça preta – que também emagrece! -, mas errou ao escolher um meia fina. Se tivesse optado por uma meia mais grossa (como a 60 fios) na mesma cor, o resultado poderia ser mais favorável.

Hayden Panettiere (Ôôô nomezinho difícil!!!! rs!) escolheu uma cor linda para o seu tom de pele, mas errou no modelo: ela tem muito pouco peito e é bem baixinha, portanto, ela deveria ter optado por um decote que “levantasse” mais seus seios e investido num mini, para aumentar suas pernas.

Nessa sessão estão as “gostosas”, que tem peitão, bundão e coxão e, ainda assim, usam abusam do bandage dress. Beyoncé valorizou o colo, usou uma cor não tão clara no vestido e usou uma cor mais escura na parte da barriga para “dar uma afinada” na cinturinha.

Kim Kardashian quis mostrar toda a sua derrière nesse vestido cuja cor é extremamente unflattering para o seu corpo. A dica seria ou colocar um blazer compridinho para cobrir parte da bunda, ou optar por uma cor mais escura.

Christina Milian acertou no decote e o comprimento do vestido está ok. Só mudaria essas faixas bicolores e optaria por um vestido de uma cor única e, se possível, uns 5 cm maior.

.

7º – Looks do Dia-a-Dia:

Depois de ver tantas famosas errando e acertando nas montações com o vestido bandage, nada melhor do que ver como algumas já o utilizaram no seu dia-a-dia. Ótimo para nos inspirarmos!

Para dar uma disfarçada  no volume evidenciado pelo vestido, invista em jaquetas de couro ou blazers, que dão um charme extra ao look. O mesmo serve para as meias-calças escuras e opacas.

O uso de sapatos mais pesados gera um contrabalanço nos mini e são uma ótima opção para compor o visual.

.

8º – A Dica Mais Importante de Todas:

Lembrem-se de que todo esse guia proposto por mim não é, absolutamente, uma regra!

O legal da moda é ver o que está sendo usado, entender o seu corpo e necessidades, e adequá-los ao seu estilo pessoal! Este sim é o item mais indispensável de todos e sempre deve estar presente na montação que você usa. Sem dar sua personalidade ao look, todas nós acabaríamos parecendo completamente iguais.

Sendo assim, grave a seguinte frase como um mantra:

“Não é a moda que nos veste. Nós é que devemos vestí-la!”

Portanto, o importante é sentir-se bem com o que veste e ser feliz!!!! =)

  • Na parte II desse post – que em breve entrará no ar – vou colocar muitas fotos para ilustrar todos esse erros e acertos acerca do bandage dress. Veremos quem são as famosas que usam essas tendência e como usá-la na vida real, sem cometer gafes.

Um dos hits de 2009 foi, sem sombra de dúvida, o bandage dress. Ele chegou e arrasou, circulou por todos os corpos femininos de Hollywood e apareceu nos principais eventos. Só deu ele!

Mas mesmo com todo esse fusuê sobre esses vestidos, muita gente continua sem entender as principais informações a cerca dessa febre. E como parece que ele veio para ficar, resolvi investigar e escrever um “guia”.

Na verdade, eu fiz uma pesquisa bem grande, acessei vários sites, li inúmeras opiniões sobre esse estilo de vestido, li reportagens em revistas… enfim, reuni muita informação, mas muita meeeesmo! Sendo assim, acho que este será uma espécie de Guia Definitivo sobre Bandage Dress!

Pode parecer muita pretensão, né, mas garanto que está imperdível! Vamos, então, à primeira parte dele?!

.

1º – Dicionário Básico:

Antes de mais nada, é importante entender os principais termos utilizados:

  • Bandage Dress: modelo de vestido, combinado de lycra com spandex, que é costurado em faixas e fica bem justo ao corpo.
  • Hervé Léger: esse é o nome do francês que transformou o bandage dress num verdadeiro ícone da moda na década de 80.
  • Max Azrta: estilista à frente da Hervé Lédger atualmente que ressucitou o típico vestido dos anos 80.

.

2º – Quem Pode Usar:

Segundo Regina Martelli,  editora de moda da Rede Globo, elogiadíssima pelos looks da emissora – inclusive de Patrícia Poeta – diz que só quem tem o corpo em forma pode se arriscar em usar o vestido bandage. Em suas próprias palavras:

“As mulheres têm que ter autocríticas: precisam ser magras, não necessariamente altas, porque o bandage pede uma super plataforma. É um look para se fazer um tipo, para ir numa festa mais descolada”.

Eu discordo da expert. Costumo dizer que não existe isso de quem pode ou não usar qualquer coisa. Acho muito mais correto falar que há um biotipo de corpo que irá favorecer mais uma determinada peça do que alguma outra. E é precisamente isso que ocorre com o estilo bandage.

Esse modelo de vestido é, na sua grande maioria, extremamente justo, curto e decotado. Ou seja, já multiplica a sensualidade da mulher só em olhar para ele!!! Além disso, como ele é constituído de faixas costuradas praticamente no corpo (quase como um adesivo), qualquer gordurinha em excesso será revelada sem pena. Portanto, cuidado!

As magrinhas, sem coxão e sem peitão, podem abusar do vestido, praticamente sem restrição. Já as que tem corpão, com pneuzinhos, coxa e peitos volumosos, a atenção deve ser redobrada!

.

3º – Bom Senso é Importante:

Como o vestido bandage é extremamente sexy, é importante tomar muito cuidado para não ficar algo “cheguei”, em ficar parecendo uma “piriguetchy”. É importante ter bom senso, se olhar inúmeras vezes na frente do espelho e, lógico, ter uma bela auto-confiança!

Para não ficar exagerado, use com muita moderação qualquer tipo de acessório e opte pelo clássico para não errar:

  • Colares e cordões: são extremamente dispensáveis, para que não chame ainda mais atenção para a região do colo.
  • Estampas de Animais: pra quê mais uma peça que remete à sensualidade? Não precisa!
  • Jóias douradas, prateadas ou brilhantes: o excesso de peças chamativas pode ser um erro. Tome cuidado!
  • Batom vermelho: dependendo do modelo do vestido, o batom pode ficar bom. Mas se surgir alguma dúvida, opte por não usá-lo.
  • Cabelo: fica melhor preso, com um belo coque para compor com o vestido.

.

4º – Escolha o Modelo Certo para Você:

Após a minha busca para montar esse “guia”, percebi que existem três principais pontos que devemos prestar atenção na hora de escolher o modelo de vestido de estilo bandage ideal para cada uma:

  1. Decote: se você tem seios grandes, valorize-o com um decote; se tem seios pequenos, opte por um modelo mais estruturado!
  2. Comprimento: os mini só devem ser usados por quem não tem pernas muito grossas!
  3. Cor: quem é mais gordinha deve escolher cores mais escuras; além disso, tente escolher sempre uma cor que sobressairá de acordo com seu tom de pele!

E para acertar todos esses pontos é extremamente necessário que a gente tenha um auto-conhecimento muito bom do próprio corpo. Saber quais são os pontos que nos favorecem e aqueles que devemos esconder é fundamental na hora dessa escolha do seu bandage dress.

.

5º – Onde Encontrar no Brasil:

Sei que existe os modelos em lojas no território nacional – muuuuuito mais baratos do que o legítimo Hervé Léger (que custa de U$ 950 a U$ 4.900), diga-se de passagem – na Le Lis Blanc, Lolitta, Aüslander, Zara, L’Atelier, C&A, Espaço Fashion, Guaraná Brasil

Atualmente, como virou moda, é só dar uma procurada que acha-se um modelo bandage com um preço muito mais em conta!

.

  • Na parte II desse post – que em breve entrará no ar – vou colocar muitas fotos para ilustrar todos esse erros e acertos acerca do bandage dress. Veremos quem são as famosas que usam essas tendência e como usá-la na vida real, sem cometer gafes.

Calendário

outubro 2017
D S T Q Q S S
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Follow Me! @Meu_Mix

Já passaram por aqui...

  • 247,207 pessoas
online counter